Publicidade

Posts com a Tag Recife

sexta-feira, 22 de junho de 2012 Eleições | 12:27

PT desconfia de jogo duplo de Eduardo Campos

Compartilhe: Twitter

Internamente no PT, o ex-ministro José Dirceu tem dito a seus colegas de partido que avisou quanto às intenções do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB): ele estaria se preparando há muito para os enfrentamentos com o PT nestas eleições.

No caso do Ceará, Eduardo Campos deixou correr solta a briga entre o governador Cid Gomes (PSB) e a prefeita petista de Fortaleza, Luizianne Lins.

Em Pernambuco, sua terra, Eduardo Campos teria insuflado a guerra interna no PT, dando a entender que não aceitaria a candidatura à reeleição do atual prefeito, João da Costa, e que apoiaria Humberto Costa se o comando nacional do partido impusesse acandidatura do senador.

Pois bem, o ex-presidente Lula e o comando nacional do PT anularam as prévias que elegeram João da Costa como candidato e obrigaram o PT do Recife a lançar Humberto Costa.

Mas, agora, o governador e o PSB lançam candidato próprio argumentando que o PT está rachado.

Dirceu e cabeças coroadas do PT acham que é chegada a hora de convencer o ex-presidente Lula a tomar uma distância maior de Eduardo Campos.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 21 de junho de 2012 Eleições | 09:01

Jungmann e o tapa na cara do eleitor do Recife

Compartilhe: Twitter

O PPS começa a veicular hoje seu programa de TV no horário eleitoral gratuito de Pernambuco, centrado no candidato do partido a prefeito do Recife, Raul Jungmann.

O vídeo começa de uma forma, digamos,  bastante traumática:

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 19 de junho de 2012 Eleições | 08:45

João Paulo é ameaça do PT contra Eduardo Campos em Pernambuco

Compartilhe: Twitter

O ex-prefeito do Recife João Paulo (PT) informou ao comando de seu partido que estará, sim, na camapnha de Humberto Costa à Prefeitura, diferentemente do que vinha sendo anunciado pela imprensa local.

Se o governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) resolver lançar um candidato de seu partido a prefeito, contra Humberto, o PT se prepara para dar o troco em 2014:

Fará de João Paulo o candidato a governador, obrigando o ex-presidente Lula a não apoiar o candidato de Eduardo Campos.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

segunda-feira, 18 de junho de 2012 Eleições | 12:01

Lula e Eduardo discutem rompimento da aliança PT-PSB no Recife

Compartilhe: Twitter

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), deve se reunir com o ex-presidente Lula (PT) nesta semana para baterem o martelo sobre as eleições no Recife.

O encontro estava marcado para a semana passada, mas não ocorreu devido à internação de Lula para exames.

A expectativa é de que o governador comunique ao ex-presidente sua preferência por lançar um candidato próprio do PSB a prefeito da capital pernambucana, contra o candidato do PT, Humberto Costa.

Lula, por sua vez, deve pedir ao governador que adie a decisão, para dar tempo a Humberto de tentar consolidar sua candidatura — ainda sob fogo cruzado dentro do próprio PT, por conta da briga com o atual prefeito, João da Costa.

Autor: Tags: , , , , , ,

domingo, 17 de junho de 2012 Eleições | 12:22

Para o PSB, apoio de Maluf ao PT não colide com entrada de Erundina na chapa de Fernando Haddad

Compartilhe: Twitter

Roberto Amaral (foto: Valter Campanato/ABr)

Vice-presidente nacional do PSB, o ex-ministro da Ciência e Tecnologia Roberto Amaral participa ativamente das negociações entre seu partido e o PT para as eleições municipais.

Ao lado do governador de Pernambuco e presidente nacional da legenda, Eduardo Campos, Roberto Amaral teve papel decisivo na indicação de Luiza Erundina para vice na chapa do petista Fernando Haddad a prefeito de São Paulo.

Em entrevista ao Poder Online, Amaral disse não ver problemas no apoio de Paulo Maluf ao PT. Para ele, a presença de Erundina na chapa garante a “consistência histórica e ideológica” necessária à candidatura Haddad.

Amaral festeja também o fato de o PSB ter deixado o governo tucano de Geraldo Alckmin. Diz que o seu partido “saiu do gueto”.

No resto do país, ele ainda aposta na aliança em Teresina (PI) e comemora os acordos com o PT em Belo Horizonte (MG) e Aracaju (SE).

Mas o vice-presidente do PSB vê como irreversível a candidatura própria do partido contra o PT em Fortaleza (CE). E acha “muito provável” o lançamento de um nome do PSB a prefeito do Recife, mesmo que o petista Humberto Costa confirme sua candidatura na Justiça.

Poder Online –  No momento em que o PSB fecha com o PT em São Paulo, vem agora essa história do apoio do Maluf à candidatura do petista Fernando Haddad. Isso não é ruim?

Roberto Amaral – Não vejo problema. O PSB, ao colocar a Luiza Erundina como vice na chapa do Haddad, dá substância ideológica à campanha. A vinda do PP de Paulo Maluf traz tempo de televisão. Sinceramente não vejo choque aí. Os dois movimentos são complementares. As informações que nos chegaram são de que o candidato do PSDB, José Serra, ficou muito preocupado.

Poder Online – Preocupado por quê?

Roberto Amaral – Porque a Erundina agrega densidade histórica e ideológica ao Fernando Haddad. Não fica mais aquela coisa do serra disputando com dois jovens mais ou menos parecidos, o Haddad e o Gabriel Chalita. A entrada da Erundina marca que há mais consistência na candidatura do Fernando Haddad.

Poder Online – Bom para o PT, então. E para o PSB?

Roberto Amaral – Para nós foi excelente. Porque saímos sem brigas de uma situação um tanto estranha, que era a participação no governo tucano. Saímos do gueto. O PSB vai para o pleito mostrando nossas diferenças ideológicas e históricas. Na campanha, isso ficará ainda mais claro, porque a Erundina fará um discurso marcadamente ideológico.

Poder Online – Em São Paulo, então, está tudo acertado com o PT. Mas em Pernambuco? Parece que não haverá aliança no Recife.

Roberto Amaral – De fato, temos dificuldade. O pré-candidato do PT, Humberto Costa, está em primeiro lugar nas pesquisas e isso é um incentivo a que o apoiemos. Mas seu partido veio de uma disputa interna muito dura e temos a forte impressão de que a militância petista não vai trabalhar por ele ao longo da campanha.  O prefeito João da Costa,  derrotado por ele na disputa interna, ameaça até recorrer na Justiça, o que faz com que ainda nem se tenha segurança da candidatura. O ex-prefeito João Paulo não deve fazer campanha. E o ex-candidato Maurício Rands já  disse que está fora.

Poder Online – Então o PSB vem mesmo com candidatura própria no Recife?

Roberto Amaral – É a tendência mais forte. Porque há ainda um agravante: o Humberto não conseguiu unir os partidos aliados e a oposição está apresentando candidatos jovens. Eles podem até perder agora, mas estão se preparando para mais adiante. Então temos que também preparar nomes novos no nosso campo.

Poder Online – No Ceará, então, a situação é pior. A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), está em guerra aberta com ex-deputado Ciro Gomes, o irmão do governador Cid Gomes (PSB).

Roberto Amaral – Lá, acho que a situação é irreversível. O Ciro avalia que a rejeição à prefeita nas pesquisas de opinião implica que ela não conseguirá eleger seu candidato. A prefeita, por sua vez, se julga capaz de eleger até um poste, e chamou para ser candidato um rapaz (Elmano Freitas) sem consistência eleitoral e sem vivência política. Acho que ali não tem acordo.

Poder Online – Mas, no todo, com o PT como anda o relacionamento nesas eleições?

Roberto Amaral – Anda bem. Problemas aqui e ali sempre existem em todas as alianças. Mas o PT deve apoiar, por exemplo, nosso candidato em Aracaju (SE),  o Valadares Filho; e já fechou com a reeleição do Márcio Lacerda, em Belo Horizonte. Por outro lado, eles devem lançar o senador Wellington Dias para prefeito de Teresina (PI), e nós devemos apoiá-lo.

Poder Online – Em 2014? O governador Eduardo Campos vai ser candidato a presidente ou vocês continuarão apoiando a presidenta Dilma Rousseff? Pretendem indicá-lo como vice de uma eventual chapa pela reeleição?

Roberto Amaral – Olha, quem disser que está com planos claros para 2014 está mentindo. Como estará a economia até lé? Qual CPI estará em andamento? Haverá um novo escândalo? Em qual direção? Como estará o PSDB? É muito cedo para fazer previsões.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 14 de junho de 2012 Eleições | 18:24

Humberto e Armando: Eduardo Campos impede o acordo

Compartilhe: Twitter

Enquanto isso, no Cafezinho do Senado, o candidato do PT à Prefeitura do Recife, Humberto Costa, e o presidente do PTB em Pernambuco, Armando Monteiro, discutem as dificuldades para uma aliança entre os dois partidos nessas eleições.

A principal delas chama-se Eduardo Campos. O governador do Estado, que já ensaia o lançamento da candidatura própria do PSB.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 13 de junho de 2012 Eleições | 12:01

Eduardo Campos enquadrou o PTB de Pernambuco

Compartilhe: Twitter

Do presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), amigo pessoal do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), sobre a possibilidade de o senador Armando Monteiro, que comanda o PTB no Estado, lançar candidato próprio para prefeito do Recife:

— O Eduardo enquadrou o Armando. Não vai ter nada.

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 8 de junho de 2012 Eleições | 08:10

Eduardo Campos exonera secretários à espera do acordo nacional com o PT

Compartilhe: Twitter

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), exonerou ontem — ou seja, desimcompatibilizou — quatro dos seus mais fortes secretários estaduais, todos potenciais candidatos à Prefeitura do recife: Danilo Cabral (Cidades), Geraldo Julio (Desenvolvimento Econõmico), Sileno Guedes (Articulação Social) e Tadeu Alencar (Casa Civil).

Isto apesar da decisão do comando nacional do PT, que cassou a candidatura à reeleição do prefeito João da Costa em favor do senador Humberto Costa , nome do agrado de Eduardo Campos dentro do PT.

Os secretários estão apenas escalados para a reserva, caso não se conclua o acordo nacional entre PT e PSB envolvendo as prefeituras de Recife, São Paulo, Duque de Caxias (RJ) e Fortaleza.

Até agora os maiores problemas estão em São Paulo, onde o diretório Municipal resiste a apoiar o petista Fernando Haddad, e em Fortaleza, onde o PT está impondo um nome que o PSB não aceita. Em Duque de Caxias, os petistas já desistiram da candidatura própria em favor do presidente do PSB no Estado, Alexandre Cardoso.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 6 de junho de 2012 Eleições | 08:51

Com sua candidatura cassada pelo PT, prefeito João da Costa não deve apoiar o candidato do partido no Recife

Compartilhe: Twitter

Veja abaixo o vídeo postado pelo “Blog da Folha de Pernambuco” com entrevista do prefeito João da Costa, ontem à noite, ao deixar a reunião da Executiva Nacional do PT em que o partido decidiu cassar sua candidatura à reeleição e lançar o nome do senador Humberto Costa.

E conclua você mesmo se João da Costa vai apoiar o candidato de seu partido:

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 4 de junho de 2012 Eleições | 09:01

No Recife, racha do PT deixa prefeito e governador em suspense

Compartilhe: Twitter

Enquanto isso, em Pernambuco, o prefeito do Recife e pré-candidato à reeleição, João da Costa, está pendurado na broxa.

Somente amanhã a Executiva Nacional do partido decide se homologa sua candidatura ou se o pune por não ter desistido em favor do nome indicado pelo comando nacional, o sendaor Humberto Costa.

Qualquer que seja a decisão, o PT do Recife vai rachado para as eleições.

E o governador Eduardo Campos (PSB), que também preferia Humberto Costa, ainda vai ter que decidir de que lado fica, ou se lança um candidato pelo PSB.

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. 6
  7. Última