Publicidade

Posts com a Tag reforma política

terça-feira, 30 de junho de 2015 Brasil, Congresso, Governo, Partidos, Política | 14:22

Lula é contra fim da reeleição e aumento de mandato de chefe do Executivo

Compartilhe: Twitter
Os ex-presidentes da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foto: Ricardo Stuckert / PR

Os ex-presidentes da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foto: Ricardo Stuckert / PR

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ser contra o fim da releição, medida aprovada pela Câmara, e única proposta da reforma política colocada em votação pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que deverá ser confirmada no Senado.

Lula citou os Estados Unidos e vários outros países democráticos desenvolvidos que adotam a reeleição, em café da manhã com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

O ex-presidente também disse que é contra aumentar o mandato do chefe do executivo para cinco anos.

Ao argumentar, o ex-presidente fez um alerta aos peemedebistas, lembrando os tempos de Fernando Henrique Cardoso e disse que qualquer governante, que chegar  ao fim do mandato com uma aprovação razoável, deverá aprovar de novo a reeleição e acabar ficando 10 ou 12 anos no poder.

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 23 de junho de 2015 Brasil, Congresso, Eleições, Governo, Política | 14:40

Renan chama Tófolli e Gilmar Mendes para jantar e discutir reforma política

Compartilhe: Twitter
Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) - (Foto: Agência Brasil)

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) – (Foto: Agência Brasil)

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), oferecerá um jantar nesta terça-feira (23) aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes e José Antônio Dias Toffoli, que preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O objetivo é conversar sobre a reforma política que começará a ser discutida no Senado.

Para o jantar, também foram convidados senadores que integram a comissão especial que discutirá o assunto. Além disso, os senadores da comissão especial já marcaram uma audiência para amanhã com o presidente do STF, Ricardo Levandowsky.

Alguns senadores já analisam que, com exceção do fim da reeleição, a tendência do Senado é derrubar todas as mudanças feitas na Câmara, inclusive a permissão de doações de empresas para os partidos.

Gilmar Mendes é o responsável por ainda permanecer o financiamento de campanhas por empresas na lei brasileira. Antes das últimas eleições, o STF já havia construído maioria pelo fim das doações de empresas privados com o voto favorável de seis ministros. Na vez de Mendes votar, ele pediu vistas do processo e até hoje não devolveu.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 26 de maio de 2015 Congresso | 18:43

Tiririca vira ponto turístico de barrados no Plenário

Compartilhe: Twitter

Normalmente assediado por visitantes e assessores no Plenário da Câmara dos Deputados, Tiririca (PR-SP) vive nesta terça-feira um movimento atípico.

Não porque não seja procurado por nenhum fã, mas porque a busca por uma foto ao lado do parlamentar está bem acima do normal.

Com a votação da Reforma Política na Câmara, muitos tentaram sem sucesso acompanhar a votação dentro do Plenário e acabaram barrados no Salão Verde. Como prêmio de consolação, uma foto com Tiririca acabou disputada.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 16:54

Rodrigo Maia critica Reforma Política sugerida pela OAB: “o texto é ruim”

Compartilhe: Twitter

Presidente da comissão especial da Reforma Política, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) apresentou um relatório alternativo ao texto apresentado por Marcelo Castro (PMDB-PI), relator da proposta na comissão.

Ao detalhar o conteúdo de seu texto, Maia criticou a proposta de reforma política sugerida pelo OAB. “O texto é ruim”, resumiu ele.

De acordo com Maia, o texto sugerido pela OAB pioraria as relações entre correligionários na disputa por cadeiras na Câmara.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 16:45

Chico Alencar critica tramitação da Reforma Política: “Golpe”

Compartilhe: Twitter

O deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) criticou a dissolução da comissão especial da Reforma Política antes que o relatório do deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) pudesse ser votado.

Alencar ironizou a manobra ao dizer que Castro foi “castrado”. “O golpe começou ontem com a dissolução da comissão especial que queria votar seu relatório e que pela primeira vez na história do parlamento foi esvaziada pelo  seu próprio presidente (Rodrigo Maia)”.

Segundo Alencar, a ordem de votação dos ítens da reforma no Plenário da Câmara poderá favorecer a aprovação do chamado distritão, sistema que transforma a eleição de deputados federais numa disputa majoritária.

Assista:

Autor: Tags: , , ,

Política | 12:59

Raupp encerra giro com dirigentes em busca de apoio contra o “distritão”

Compartilhe: Twitter
O senador Valdir Raupp (PMDB-RO).

O senador Valdir Raupp (PMDB-RO)

O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) deve encerrar hoje sua rodada de conversas com dirigentes partidários em busca de apoio para combater a aprovação do distritão, previsto na votação da reforma política.

O distritão, defendido por correligionários de peso de Raupp, como o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (RJ), e o vice-presidente da República, Michel Temer, transforma a eleição de deputados em disputa igual a que ocorre hoje por cadeiras no Senado. Acaba a proporcionalidade, institui uma disputa de todos contra todos e são eleitos os mais votados.

Ontem, Raupp esteve com o o presidente do PT, Rui Falcão, e hoje encontra-se com o Ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD).

Ele já esteve com o presidente Nacional do DEM, José Agripino, e com o presidente do PSDB, Aécio Neves.

A votação da reforma política começa hoje na Câmara.

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 19 de maio de 2015 Congresso, Sem categoria | 15:56

Reforma política subiu no telhado

Compartilhe: Twitter

O vice-presidente do PMDB, Valdir Raupp, está levando ao presidente nacional do partido e coordenador político do governo, Michel Temer, que coloquem uma pá de cal no projeto de reforma política a se votado pelo Congresso.

Ele se reduziria ao fim da reeleição e coligações partidárias.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 11 de maio de 2015 Partidos | 17:24

Após entrevista ao iG, Patrus defende em artigo fim das doações privadas no PT

Compartilhe: Twitter

Depois de defender, em entrevista ao iG, que o PT abra mão de doações privadas também em campanhas eleitorais, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, reforçou a proposta em artigo encaminhado a toda a militância do PT. No texto, distribuído no fim da semana passada, Patrus disse que o partido deve “colocar-se diante da própria história” e resgatar seu “projeto inaugural”.

O ministro do Desenvolvimento Agrário e ex-prefeito de Belo Horizonte, Patrus Ananias (PT-MG). Foto: Divulgação

O ministro do Desenvolvimento Agrário e ex-prefeito de Belo Horizonte, Patrus Ananias (PT-MG). Foto: Divulgação

“Não foi o dinheiro que nos constituiu, não foram os recursos de empresas nas campanhas eleitorais; o que nos constituiu foi a força das nossas ideias, a determinação em fazermos do Brasil um país mais justo e solidário, a dedicação da nossa militância”, diz o texto.

“Nós defendemos no nosso projeto de reforma política, o fim das contribuições financeiras das empresas nos processos eleitorais. Vamos assumir perante nós mesmos e perante o povo brasileiro que continuaremos trabalhando pela reforma política que defendemos. Mas enquanto ela não for aprovada, nós vamos cumprir o que defendemos como se fosse uma norma partidária, a partir de agora, a partir das eleições de 2016”, prossegue o ministro.

Na entrevista ao iG, Patrus criticou o fato de o PT ter se rendido às “regras do jogo” e adiantou o plano de levar a proposta sobre o financiamento das campanhas ao Congresso do partido, marcado para o meio deste ano. “O que os outros partidos fazem, o PT não pode fazer”, disse. Confira aqui a íntegra da entrevista.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 8 de maio de 2015 Congresso | 09:00

‘O Supremo tem a obrigação de botar em pauta’, diz Jandira Feghali sobre financiamento de campanha

Compartilhe: Twitter

Deputados que defendem o fim do financiamento privado das campanhas eleitorais prometem elevar a pressão para que o tema volte o quanto antes à pauta do Supremo. A análise do tema foi interrompida há mais de um ano por um pedido de vistas do ministro Gilmar Mendes. Os parlamentares querem pedir que o assunto seja analisado antes da votação prevista para o texto da reforma política, esperada para o fim deste mês.

Leia também: Bancada feminina tenta acordo com relator da reforma política

De acordo com a líder do PCdoB na Câmara, Jandira Feghali (RJ), “o Supremo tem a obrigação de botar em pauta um voto que está há um ano com o ministro Gilmar Mendes engavetando (…) antes que outros acordos sejam construídos ou antes que a própria Câmara tente constitucionalizar”.

Assista:

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 6 de maio de 2015 Congresso | 20:14

Bancada feminina tenta acordo com relator da reforma política

Compartilhe: Twitter
Adesivo elaborado pela bancada feminina.

Adesivo elaborado pela bancada feminina.

Diante da promessa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de votar a reforma política no dia 26 de maio, a bancada feminina busca um acordo com o relator da proposta, Marcelo Castro (PMDB-PI), para aumentar a quantidade de mulheres eleitas.

Hoje à noite, as deputadas levarão a Castro a reivindicação de que pelo menos 30% das cadeiras sejam reservadas para a participação feminina. Inicialmente, a maior parte do movimento de mulheres pleiteava a paridade de gênero, o que representaria 50% das vagas.

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. Última