Publicidade

Posts com a Tag rosemary noronha

quarta-feira, 12 de junho de 2013 Governo | 10:00

AGU teve que barrar pedido para reabilitar Paulo Vieira

Compartilhe: Twitter

A Advocacia-Geral da União teve de intervir para barrar o andamento de um pedido que reabilitaria o ex-diretor da Agência Nacional de Águas (ANA) Paulo Vieira, abrindo caminho para que ele voltasse a ocupar um cargo no governo federal.

Relembre o caso: PF desarticula operação infiltrada em órgãos federais

Vieira era um dos operadores de um esquema de venda de pareceres técnicos desmantelado pela Operação Porto Seguro da Polícia Federal. O caso resultou na denúncia de cerca de 20 pessoas, entre elas o ex-diretor da ANA, seu irmão Rubens Vieira e a ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo Rosemary Noronha.

Na época, a crise atingiu também a própria AGU, derrubando o então número dois da pasta, José Weber Holanda.

Autor: Tags: , ,

sábado, 15 de dezembro de 2012 Justiça | 00:46

O inferno de Rosemary

Compartilhe: Twitter

A denúncia da procuradoria da República contra a ex-secretária da Presidência em São Paulo, será mais um argumento da oposição para a instalação da CPI da Rosemary.

Os três procuradores que sustentam as acusações escrevem na denúncia que a alegada troca de favores entre Rosemary Noronha e os irmãos Paulo e Rubens Vieira foi, na verdade, “prática reiterada de crime de tráfico de influência e de corrupção”.

Eles listam 15 episódios envolvendo pedidos dos irmãos Vieira para Rose e 27 dela para a dupla. A indicação de Paulo e Rubens para a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Agência Nacional das Águas (Ana), segundo os procuradores, foi obra de Rose.

As agências, criadas para regular, fiscalizar e mediar a prestação de serviços públicos privatizados, segundo o Ministério Público foram transformadas em balcão de negócios da quadrilha.

Os procuradores escrevem que a presença da quadrilha nas agências tinha como única finalidade “viabilizar o atendimento de seus interesses, nitidamente econômicos”.

Rose foi enquadrada duas vezes por falsidade ideológica, tráfico de influência, corrupção passiva e formação de quadrilha. Se condenada, a pena mínima prevista para a amiga do ex-presidente Lula varia de seis anos a dois meses a 30 anos de prisão.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 Brasil | 14:45

Os privilégios de Rosemary

Compartilhe: Twitter

Procurador da República com larga experiência no combate a corrupção e ao crime organizado, o senador Pedro Taques (PDT-MT) ainda não entendeu porque Rosemary Noronha não foi presa e nem “grampeada” pela Polícia Federal na Operação Porto Seguro.

“Havia todos indícios para que ela fosse grampeada e presa. Ela fazia parte da organização criminosa e participou dos mesmos atos que os demais”, afirma Taques, que faz parte da base do governo. Rose foi indiciada e seu apartamento em São Paulo foi alvo de buscas da polícia.

Embora tenha elogiado a atuação da Polícia Federal, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) acha que houve um acordo de bastidor envolvendo a cúpula do governo para que Rose fosse poupada.

Pela hipótese levantada pelo senador paranaense, a polícia nem pediria à justiça o monitoramento de Rose. O sistema de grampo da PF, conhecido por Guardião, é altamente auditável. Uma vez interceptado o telefone, tudo ficaria armazenado.

A blindagem, então, passaria também pela decisão de restringir a apreensão de e-mails e as ligações de Rose com os demais membros da quadrilha.

A explicação da Polícia Federal é que a participação de Rose no esquema não justificava grampo nem prisão.

Autor: Tags: , , ,

Congresso | 07:30

Os reflexos afrodisíacos do poder

Compartilhe: Twitter

Depois de três derrotas em eleições presidenciais e inúmeras tentativas no Congresso, o PSDB acha que finalmente encontrou a bala de prata que pode ferir mortalmente a imagem de Lula.

A suposta relação do ex-presidente com Rosemary Noronha, a secretária demitida do Escritório da Presidência em São Paulo, é a principal meta da busca de assinaturas empreendida pelo senador Álvaro Dias (PSDB-PR) e pelo deputado Roberto Freire (PPS-PE) para abrir a “CPI da Rosemary”.

Eles acham que dos assuntos cavernosos que passaram pelo Congresso nos últimos anos essa é a que tem mais potencial explosivo para levar Lula às cordas.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 29 de novembro de 2012 Brasil | 09:00

O mensageiro procurado

Compartilhe: Twitter

A Polícia Federal busca um personagem curioso nesta época de alta tecnologia: o mensageiro que fazia a entrega de bilhetes manuscritos trocados entre as estrelas mais cintilantes que surgiram nas investigações da Operação Porto Seguro.

Os principais personagens da história e os alvos da investigação conversavam sobre os assuntos mais importantes por meio mensagens escritas de próprio punho.

A área de inteligência policial chama o “modus operandi” de caixa morta: a primeira mensagem e a resposta são escritas no mesmo bilhete, que é destruído após atingir o objetivo.

O mensageiro é um motoboy que não sabia o que transportava.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 Política | 16:45

Informe da Abin alertou Planalto

Compartilhe: Twitter

A operação que devassou o escritório da Presidência da República em São Paulo tem mais mistérios do que se imaginava.
Um mês antes que as prisões da Operação Porto Seguro  fossem efetivadas, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) alertou o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que trabalha em linha direta com o Palácio do Planalto, sobre a investigação da Polícia Federal em órgãos conectados ao coração do governo.

Embora genérico, o informe teve mais serventia ao escritório da Presidência em São Paulo do que às agências.

Provavelmente não tenha sido por acaso que os computadores apreendidos estavam todos eles reformatados, o que antigamente inutilizava os registros.

Como a PF tem ferramentas moderníssimas para recuperar o que teria sido “apagado”, os computadores foram apreendidos e estão passando pela perícia.

O governo, conforme se comprovaria com o resultado da operação, deixou a PF trabalhar a vontade.

Até onde se saiba Ministério da Justiça e Palácio do Planalto não interferiram numa investigação que pode levar, no mínimo, uma boa dose de desconforto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao seu ex-ministro José Dirceu.

Autor: Tags: , ,

Brasil | 08:30

Solidária, Dilma não deu espaços para Rosemary

Compartilhe: Twitter

Até por solidariedade feminina, Dilma Rousseff nunca deu trela para Rosemary Nóvoa de Noronha, ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo.

É que Marisa Letícia, mulher de Lula, sempre deixou claro que não gostava da ex-secretária pessoal de seu marido.

Suspeita de tráfico de influência, Rosemary foi indiciada pela Polícia Federal.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 26 de novembro de 2012 Brasil | 16:00

Investigação mina pretensão de Adms ao STF

Compartilhe: Twitter

Se Luis Inácio Adms tinha alguma chance de ser indicado para a vaga do ministro Ayres Britto, ela foi por água abaixo com o envolvimento do número dois da Advocacia Geral da União na Operação Porto Seguro, da Polícia Federal.

A AGU é um caminho natural para se chegar ao STF, como bem demonstram Gilmar Mendes e Dias Toffoli.

Mas a situação de Adms ficou complicada por seu empenhou junto à Casa Civil para a nomeação de José Weber Holanda Alves como adjunto da AGU.

Uma eventual insistência do Palácio do Planalto em indicá-lo encontraria forte resistência no Senado.

Autor: Tags: , ,