Publicidade

Posts com a Tag Secretaria da Micro e Pequena Empresa

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014 Economia | 06:00

Dilma manda agilizar negociação para regulamentar novo Simples

Compartilhe: Twitter

A presidente Dilma Rousseff encarregou o ministro Guilherme Afif Domingos de conversar pessoalmente com outros integrantes da Esplanada, para amarrar todos os detalhes econômicos e políticos para a regulamentação do novo Simples.

A medida pode ajudar a contrabalancear algumas medidas previstas pela nova equipe econômica no novo governo, como a recriação de alguns tributos zerados nos últimos anos.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 10 de novembro de 2014 Governo | 16:35

Enquanto PSD negocia, Afif vai a Buenos Aires

Compartilhe: Twitter

Enquanto o PSD se vê às voltas com as negociações sobre a participação no novo ministério de Dilma, Guilherme Afif anda com a agenda mais tranquila, em Buenos Aires. Ele tem encontros marcados com o secretário argentino de Pequena e Média Empresa, Horário Moura, e o ministro de Desenvolvimento Econômico, Francisco Cabrera.

A orelha de Afif anda quente quando o assunto é a recomposição do ministério. É que o PSD faz questão de manter a pasta comandada por ele, sem que isso signifique preencher a cota do partido na Esplanada. A sigla diz o mesmo da possível indicação de Henrique Meirelles para a Fazenda. Ou seja, o partido de Gilberto Kassab ainda gostaria de levar mais uma pasta.

 

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 27 de julho de 2014 Economia | 08:00

‘É perfeitamente possível desburocratizar’, diz Guilherme Afif

Compartilhe: Twitter

Com assento garantido na Esplanada até o fim do ano, o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos (PSD), diz ter fixado como meta a cumprir antes do fim de sua gestão deixar as “bases” para a implantação de um sistema nacional capaz de desburocratizar processos corporativos. O ministro diz que é perfeitamente possível reduzir a burocracia. Para isso, basta disposição para alterar processos.

Afif promete iniciar ainda neste ano a operação de um sistema por meio do qual será possível fechar empresas em apenas um dia, graças à simplificação de procedimentos, unificação de cadastros e o fim da exigência de certidões. “É perfeitamente possível desburocratizar. Para isso, é necessário alterar processos”, diz o ministro. ” Estarão prontas as bases para que isso sejam difundido para o Brasil inteiro. ” Confira os principais trechos da entrevista de Afif ao Poder Online:  

Guilherme Afif Domingos (Foto: Divulgação)

Guilherme Afif Domingos (Foto: Divulgação)

A Lei Geral da Micro e Pequena Empresa foi sancionada, mas ainda falta sanção da presidente. Há perspectiva de algum veto?
A proposta foi aprovada mediante um acordo. Mas, na negociação final, alguns pontos divergiram, principalmente no que se refere à inclusão de algumas categorias em tabelas menores. Mas, em tese, não vemos a necessidade de veto. O que poderá ser feito é tentar corrigir o que entendemos como uma distorção, remanejando também outras categorias nas tabelas disponíveis. Para isso, vamos conduzir um estudo detalhado, que nos permita equalizar essa situação.

O senhor tem perspectiva de permanecer no ministério no caso de um segundo mandato da presidente Dilma?
O que eu tenho é um compromisso de permanecer no governo até 31 de dezembro. Depois, é outra história. Neste momento, estou concentrado em concluir a minha gestão entregando aquilo que me comprometi a fazer. E, até agora, estamos caminhando dentro do planejado.

E a prioridade, qual é?
Temos uma visão muito clara de que é perfeitamente possível desburocratizar. Para isso, é necessário alterar processos. E, hoje, o problema do Brasil é de sistemas, que não se comunicam entre si. Uma empresa ou mesmo um indivíduo tem que ter diversos cadastros, em diversos bancos de dados, muitas vezes com as mesmas informações. E essas estruturas não conversam. O que estamos fazendo é criar as bases para um banco de dados único no Brasil. Para as empresas, será a oportunidade de acabar com inscrições, exigências de certidões, e assim por diante. Os empresários passarão a entregar declarações. Com isso, será possível fechar uma empresa no Brasil em um único dia.

Mas o senhor vê alguma chance de isso ocorrer ainda na sua gestão?
Para as empresas, isso ocorrerá no curto prazo. Vamos iniciar a operação do sistema de abertura e fechamento de empresas em setembro, começando pelo Distrito Federal. Dali, estarão prontas as bases para que isso seja difundido para o Brasil inteiro. Mas há regiões onde é mais complicado. São Paulo, por exemplo, é a pior praça.

E para as pessoas físicas, é possível imaginar um cadastro único?
No longo prazo, é possível sim levar isso para o cidadão comum. Pelo exemplo que daremos com as empresas, será possível mostrar isso tudo pela experiência. Não existe nada que justifique o cidadão ter um cadastro em cada canto, como acontece atualmente. E o fato é que essa burocracia toda irrita o cidadão. Eu tive a oportunidade de colocar isso para a presidente. Contei o meu caso, de quando me mudei para Brasília. Como vim de São Paulo, tenho direito a um auxílio-moradia. Mas tive que entregar certidões de 11 cartórios para comprovar que não havia débitos em meu nome. Eu precisei reconhecer firma até mesmo para abrir o ministério, que não existia. Ou seja, se isso atinge um ministro de Estado, imagine o cidadão comum.

 

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014 Governo | 18:00

Governo vai lançar portal para pequeno empresário neste mês

Compartilhe: Twitter

A Secretaria da Micro e Pequena Empresa vai lançar ainda neste mês o portal Empresa Simples -site de serviços dirigido a cerca de 8 milhões de micro e pequenos empresários e para os microempresários individuais (MEI). O objetivo é desburocratizar a abertura, fechamento, alteração e legalização de empresas no prazo máximo de cinco dias. Atualmente, esses processos podem durar até seis meses.

A desburocratização será feita por meio da implantação de um cadastro único nacional para abertura e baixa de empresa por meio digital, cujo único documento necessário será o CNPJ. O portal -que terá sua plataforma completa em funcionamento até o segundo semestre- funcionará também aproximando compradores de vendedores.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 22 de agosto de 2013 Política | 09:00

Tropeço de Afif deixa aliados preocupados

Compartilhe: Twitter
Guilherme Afif Domingos (Foto: Divulgação)

Guilherme Afif Domingos (Foto: Divulgação)

O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, deixou os colegas preocupados nesta quarta-feira. Começou a circular entre seus aliados a notícia de que ele teria sofrido um acidente e, por isso, teria de ser deslocado para São Paulo para uma cirurgia.

Uma vez detalhado o acidente, tudo se acalmou. Afif, na verdade, tropeçou numa pedra enquanto fazia seu cooper matinal. E acabou caindo sobre o cotovelo.

O ministro terá de passar por um pequeno procedimento cirúrgico mas, de acordo com familiares, nada preocupante.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 10 de maio de 2013 Governo | 06:00

Agora com Dilma, Afif ganha apelido de ‘companheiro Gui’

Compartilhe: Twitter

Dilma durante cerimônia de posse de Afif (Foto: Roberto Stuckert Filho/Presidência)

O agora ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, já ganhou um apelido nas rodas petistas. Colegas de partido da presidente Dilma Rousseff brincam pelos corredores sobre o fato de o novo ministro, que também se elegeu vice-governador de São Paulo à aliança com PSDB, agora integrar o governo do PT. Assim, Afif passou a ser chamado pelas costas de “companheiro Gui”.

Leia também: Planalto confirma convite de Dilma a Afif para o ministério

Afif aceitou integrar o ministério de Dilma como parte da aproximação do PSD, do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, com o governo petista. O vice-governador paulista, no entanto, foi indicado para a Esplanada na cota pessoal da presidente, já que o PSD decidiu não aderir formalmente à base aliada no momento.

Afif já esteve entre os críticos da presidente, quando disputou a eleição do lado tucano. Em 2010, o vice-governador fez campanha pelo então candidato ao Planalto José Serra e chegou a dizer que Dilma não tinha “biografia” para comandar o País.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 6 de março de 2013 Governo | 14:00

Nas conversas com tucanos, Afif mantém silêncio sobre ministério

Compartilhe: Twitter

O vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif, esteve com aliados próximos ao governador Geraldo Alckmin nos últimos dias. E, nas conversas, não tocou no assunto de sua possível ida para o governo da petista Dilma RousseffA Secretaria da Micro e Pequena Empresa está prestes a ser criada.  A expectativa é de que Dilma aguarde apenas a formalização do novo órgão, que tem status de ministério, para formalizar o convite.

Nos últimos meses, Afif empenhou-se em fazer consultas a amigos juristas para saber se haveria algum impedimento em assumir o ministério e continuar no posto de vice-governador. O time de Alckmin torceu o nariz mas, mas chegou até mesmo a se mostrar conformado com a jornada dupla. A avaliação, entretanto, se deu antes de o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, admitir em entrevista à Folha de S. Paulo que quer ser candidato ao governo do Estado no que vem.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 29 de setembro de 2011 Congresso | 14:47

Câmara adia criação da Secretaria da Microempresa e frustra planos do governo

Compartilhe: Twitter

Com o cancelamento da ordem do dia na Câmara na última quarta-feira, ficou para o mês que vem a criação da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, que será o 39º ministério do governo.

O projeto que cria a secretaria já está no Plenário, mas terá de aguardar a votação de três medidas provisórias, que trancam a pauta, para ser apreciado.

O adiamento frustrou os planos do governo que, conforme adiantou iG, queria dar posse ainda esse mês à empresária Luiza Helena Trajano, dona do Magazine Luiza, convidada pela presidenta Dilma Rousseff para assumir o comando da nova pasta.

Autor: Tags: , , , ,