Publicidade

Posts com a Tag Secretaria de Direitos Humanos

quinta-feira, 9 de abril de 2015 Política | 14:48

PT paulista resiste em abrir mão dos Correios para acomodar Ideli Salvatti

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

Um dos motivos que empacam as negociações para acomodar a ministra Ideli Salvatti no comando dos Correios, com a indicação de Pepe Vargas para a Secretaria de Direitos Humanos, é a resistência do PT paulista.

A ala paulista do partido da presidente Dilma Rousseff foi quem indicou o atual presidente da estatal, Wagner Pinheiro de Oliveira.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 Governo | 07:30

Ideli tenta destravar divulgação da lista suja do trabalho escravo

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

Em homenagem ao Dia Nacional de Combate a Trabalho Escravo, nesta quarta-feira, a ministra dos Direitos Humanos, Ideli Salvatti, pretende iniciar uma articulação junto ao Judiciário para que volte a ser autorizada a divulgação da lista suja do trabalho escravo, publicada desde 2004 pelo Ministério do Trabalho.

A ministra levará o tema para a reunião de hoje da Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo, que também conta com a participação do ministro do Trabalho, Manoel Dias. A ideia é montar uma força-tarefa para tentar reverter uma decisão tomada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, a pedido da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias.

A última versão da lista suja do trabalho escravo, de julho de 2014, contava com 609 empresas. Dessas, 32 eram construtoras, o que colocava o setor como o 4º colocado. A lista reúne os donos de terras ou empresas flagrados com mão de obra escrava que tiveram a oportunidade de se defender em primeira e segunda instância administrativas. A partir de então, esses empregadores eram impedidos de receber empréstimos em bancos públicos como a Caixa Econômica Federal, que é a principal operadora do crédito imobiliário no País.

Leia também: Governo age para barrar retrocesso na lei contra trabalho escravo

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015 Governo | 14:56

Ideli agora é só internet

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, decidiu que vai virar conectada no novo governo.

Depois de participar de um Face-to-Face na semana passada, a petista hoje vai de Twittcam. Tudo para melhorar a comunicação de realizações da pasta.

Autor: Tags: ,

sábado, 17 de janeiro de 2015 Governo | 06:00

Ideli Salvatti anda avessa a ‘estrangeirismos’

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

A exemplo de seus colegas de Esplanada, a ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, também realizará conversas virtuais para tirar dúvidas e ouvir sugestões de internautas sobre o trabalho da Secretaria. A primeira será nesta tarde, reunindo os temas pátria educadora e direitos humanos.

Ideli já avisou, entretanto, que não quer saber de “estrangeirismos”. “Aqui, não tem esse negócio de Face to Face e Hangout. A gente chama de cara a cara e de bate-papo, mesmo”, diz a ministra, em referência aos aplicativos do Facebook e do Google.

Leia também: Ideli Salvatti também entra na Ravenna

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 Governo | 16:30

Ideli Salvatti também entra na Ravenna

Compartilhe: Twitter
A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. (Foto: Agência Brasil)

A ministra de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, é mais uma das que aderiram à dieta do doutor Ravenna, famosa entre as autoridades.

Empolgada com os resultados obtidos pela presidente Dilma Rousseff e os colegas ministros Eleonora Menicucci, Kátia Abreu, Miriam Belchior e José Eduardo Cardozo, Ideli pretende perder 20 kg.

Leia também: José Eduardo Cardozo perdeu 5kg com a Ravenna

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 2 de dezembro de 2014 Congresso | 13:54

Congresso faz audiência pública sobre relatório da Comissão Nacional da Verdade

Compartilhe: Twitter
João Capiberibe (PSB-AP). Foto: Divulgação

O senador João Capiberibe (PSB-AP). Foto: Divulgação

Por iniciativa do senador João Capiberibe (PSB-AP) e dos deputados Luiza Erundina (PSB-SP) e Renato Simões (PT-SP), o Congresso Nacional fará uma audiência pública conjunta para debater o resultado dos três anos de trabalho da Comissão Nacional da Verdade, que serão apresentados no dia 10 de dezembro.

Leia também: ‘Me surpreendeu’, diz Erundina sobre relatório da Comissão da Verdade

A audiência será no dia seguinte à entrega do relatório oficial e terá a presença do presidente da CNV, Pedro Dallari. Também foram convidados representantes da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Ministério Público Federal e das famílias de mortos e desaparecidos.

O debate faz parte de uma ampla programação para fechar o cinquentenário do golpe militar de 1964. Entre as atividades, estão previstos um ato público público para lembrar os 46 anos da publicação do Ato Institucional nº 5, uma reunião entre todas as comissões estaduais da Verdade e a apresentação dos relatórios independentes produzidos por comissões de índigenas e de camponeses sobre as violações de direitos humanos durante a ditadura militar.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 21 de agosto de 2014 Governo | 10:30

Familiares convidam Dilma para reabertura do caso das ossadas de Perus

Compartilhe: Twitter
A presidente Dilma Rousseff (foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff (foto: Alan Sampaio / iG Brasília)

A presidente Dilma Rousseff foi convidada por familiares dos desaparecidos para a reabertura das investigações sobre as ossadas de Perus, no próximo mês, quando serão completados 24 anos da descoberta da vala clandestina no extremo norte da capital paulista.

Dilma ainda não confirmou presença, mas a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, já garantiu que participará da solenidade. No ano passado, a então ministra Maria do Rosário chegou a ser acusada de negligência pelo Ministério Público Federal, por não dar continuidade à identificação dos 1049 corpos – dentre os quais cerca de 20 são de possíveis desaparecidos políticos da ditadura militar.

Atualmente sob responsabilidade da Universidade Federal de São Paulo, as investigações serão realizadas por meio de um convênio com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados e a Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 28 de março de 2014 Política | 10:00

Maria do Rosário tenta sem sucesso emplacar sucessor

Compartilhe: Twitter

Maria do Rosário não conseguiu mesmo emplacar sua indicação para substitui-la na Secretaria de Direitos Humanos, a atual secretária-executiva, Patrícia Barcelos.

Patrícia e Biel Rocha, outro quadro da Secretaria de Direitos Humanos, rivalizavam para a vaga.

Nenhum deles deve ficar com o posto, mesmo com qualquer tipo de influência da ministra, já que a atual ministra Ideli Salvatti deve assumir a pasta.

Autor: Tags: , ,