Publicidade

Posts com a Tag Secretaria de Relações Institucionais

quinta-feira, 23 de abril de 2015 Governo | 18:03

Para petistas, Padilha é o ‘ministro das duas pastas’

Compartilhe: Twitter
O ministro Eliseu Padilha. (Foto: Agência Brasil)

O ministro Eliseu Padilha. (Foto: Agência Brasil)

Com a viagem do vice-presidente, Michel Temer (PMDB-SP), para Portugal e Espanha, nesta semana, o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, acabou assumindo informalmente as funções de articulador do governo.

Padilha, que integra a coordenação política do governo e que rejeitou o convite da assumir a extinta pasta de Relações Institucionais, acabou se mudando para o gabinete da Vice Presidência, onde recebeu parlamentares e cuidou das relações com o Congresso.

Na “gestão” de Padilha, no entanto, o governo experimentou duas derrotas impostas pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ): a aprovação da proposta que cria regras para a terceirização e a admissibilidade da proposta que limita em 20 o número de ministérios.

Ainda irritados com o fato de a presidente ter entregado a articulação ao PMDB, alguns petistas apelidaram o ministro nos bastidores. Só se referem a ele como “o ministro das duas pastas”.

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 6 de abril de 2015 Governo | 22:09

Pepe já esperava deixar articulação, mas foi pego no susto por confirmação do convite a Padilha

Compartilhe: Twitter

O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas, já esperava havia semanas pela notícia de que deveria deixar a pasta, mas a confirmação do convite feito pela presidente Dilma Rousseff ao peemedebista Eliseu Padilha veio no susto. Surpreendeu também alguns integrantes do PT ligados ao atual titular da articulação política, que dispararam sucessivos telefonemas para confirmar a troca depois de saberem da mudança pela imprensa.

Eliseu Padilha

Eliseu Padilha

Desde antes da cerimônia de posse do novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, a notícia de que Dilma ainda pretendia mexer na articulação já circulava no Planalto, como informou mais cedo o Poder Online. Mais tarde,  o jornal Folha de S. Paulo noticiou que o convite teria ocorrido logo após a cerimônia de posse do novo titular do MEC e teria sido presenciada pelo vice-presidente Michel Temer.

O fato de a notícia ter vazado antes de um acordo ter sido formalmente amarrado gerou muito incômodo na SRI e no PT – embora vários integrantes do partido tenham participado ativamente das negociações, que tiveram como maior patrocinador o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Aliados de Pepe consideraram o vazamento da notícia um “constrangimento desnecessário”. Avaliaram ainda que pegou mal para o PT como um todo, já que o partido levou mais um desfalque na Esplanada.

Lula passou várias semanas insistindo na necessidade de trocar o comando da articulação. Chegou a defender uma mudança ainda mais profunda: trocar também o comando da Casa Civil, hoje liderada por Aloizio Mercadante. A ideia de ter um peemedebista na articulação também tem apoio de vários ministros que integram o círculo próximo à presidente Dilma Rousseff. Eles defendem que só assim será possível acalmar os ânimos do PMDB no Congresso.

Entenda: Governo estuda ‘desidratar’ Mercadante e entregar articulação ao PMDB

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 Governo | 10:30

PSDB promete insistir em requerimento para ouvir Pepe Vargas

Compartilhe: Twitter
O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas. (Foto: Agência Brasil)

O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas. (Foto: Agência Brasil)

Seja qual for o resultado da disputa pela presidência da Câmara, o PSDB já prepara um pacote de estratégias para tentar desgastar o PT na próxima legislatura. Uma das medidas já anunciadas é a convocação do ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas, para falar sobre as suspeitas de compra de votos para o petista Arlindo Chinaglia (SP).

Sem quórum para convocar o ministro antes das eleições pela Comissão Representativa, que funciona durante o recesso, os tucanos levarão a proposta para alguma comissão onde tenham maioria com a nova distribuição das cadeiras.

À convocação, somam-se também as propostas de instalação de uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito sobre a Petrobras, bem como a abertura de investigações sobre o sistema elétrico.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015 Partidos | 18:00

‘O PT está totalmente pacificado’, diz Pepe Vargas

Compartilhe: Twitter
O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas. (Foto: Agência Brasil)

O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas. (Foto: Agência Brasil)

Depois de enfrentar algumas turbulências internas no PT por causa de disputas por espaço entre as tendências do partido, o ministro Pepe Vargas (PT-RS), da Secretaria de Relações Institucionais, garante que o problema foi superado.

“O PT sempre tem muita conversa, mas é o partido mais fiel ao governo. Não tem nenhum problema de crise dentro do PT. É lógico que cada parlamentar busca seus espaços e isso faz parte, mas o PT está totalmente pacificado. Não tem problema nenhum dentro do PT”, diz Vargas.

Enquanto faz o discurso da paz, Vargas admite que as conversas sobre a escolha do futuro líder do governo na Câmara ainda não foram conclusivas. Esse posto, além da liderança da bancada, são alvos dessa disputa por espaço dentro do PT. Disputa essa que começou quando da reforma ministerial.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Congresso | 20:22

‘É inacreditável a vocação do PT para o crime’, diz deputado tucano

Compartilhe: Twitter
O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP). Foto: George Gianni

O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP). Foto: George Gianni

Diante da suspeita de que o governo federal estaria negociando cargos nos estados em troca de apoio ao candidato petista à presidência da Câmara, Arlindo Chinaglia (SP), o PSDB tentará convocar o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas, para dar explicações ao Congresso Nacional.

Leia também: Chinaglia nega oferecimento de cargos por apoio

Mesmo antes de ouvir a versão do ministro petista responsável pelo diálogo entre o Planalto e o Congresso, o ex-líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), preferiu a tática de atirar para então perguntar e elevou o tom da crítica.

“É inacreditável a vocação do PT para o crime”, disse Sampaio, que atua também como coordenador jurídico do diretório nacional do PSDB. “Nem bem começou a nova legislatura e parece que eles não têm jeito. Não aprenderam nada com as condenações do mensalão e com as provas da Lava Jato”, acrescentou o tucano em referência à operação da Polícia Federal que apura supostos desvios na Petrobras e que, além de petistas, também tem no hall de citados o senador eleito Antônio Anastasia (PSDB-MG).

Aliado de Júlio Delgado (PSB-MG) na disputa pela presidência da Câmara, Sampaio disse ainda que o pedido de convocação “não é contra o governo, mas sim em defesa do Legislativo”.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Governo | 15:00

Pepe Vargas manda recado a Kátia Abreu sobre demarcação de terras

Compartilhe: Twitter
Pepe Vargas (Foto: Agência Brasil)

Pepe Vargas (Foto: Agência Brasil)

Pepe Vargas, ministro responsável pelo diálogo entre o Planalto e o Congresso Nacional, mandou um recado claro para sua colega de Esplanada, Kátia Abreu (PMDB), titular da Agricultura.

Ao falar sobre a polêmica PEC 215, que transfere para o Congresso a decisão sobre demarcação de terras indígenas, Vargas afirmou que a colega não deverá se pronunciar sobre o tema.

“Esse tema não envolve o ministério da Agricultura. Envolve o Ministério da Justiça, a Funai e ao Incra. Então os órgão diretamente envolvidos são esses. A ministra Kátia Abreu, como ministra, não deverá ter manifestação do seu ministério em torno dessas questões”, disse o ministro da Secretaria de Relações Institucionais.

Quando ainda ocupava uma cadeira no Senado, Kátia declarou publicamente sua posição favorável à PEC 215 e, apesar de ser do partido que é o principal parceiro do Planalto no Congresso, afirmou que votaria contra o governo nessa matéria.

“A ministra Kátia Abreu é uma mulher inteligente, uma grande liderança. Ela sabe com certeza quais são as funções do Ministério dela. Outra coisa quando ela era líder sindical. Hoje ela é a ministra da Agricultura, que vai pensar a produção, a elevação da renda dos médios produtores, que é uma coisa importante que ela tem citado”, afirmou o ministro.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 4 de novembro de 2014 Governo | 15:00

Ala do PT defende que Berzoini assuma Comunicação Social do governo

Compartilhe: Twitter
Ricardo Berzoini

Ricardo Berzoini

Tido como alternativa para permanecer na Secretaria de Relações Institucionais ou mesmo para o Ministério das Comunicações, o ministro Ricardo Berzoini teve seu nome circulando nas especulações para outra cadeira na Esplanada.

Uma ala do PT tem defendido que ele seja deslocado para a Secretaria de Comunicação Social, hoje comandada por Thomas Traumann. No Planalto, entretanto, o comentário é que Dilma teria se mostrado satisfeita com o desempenho do atual ministro e estaria propensa a mantê-lo no cargo.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

sexta-feira, 4 de abril de 2014 Governo | 06:00

Berzoini conclui transição e acerta equipe na Secretaria de Relações Institucionais

Compartilhe: Twitter
Ricardo Berzoini

Ricardo Berzoini

O novo ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, finalizou a montagem de seu time direto de auxiliares no ministério.

Além do novo secretário-executivo, Luiz Azevedo, ele será assessorado também por Gilmar Dominicci, que assume a Subchefia de Assuntos Federativos. Ele substitui Olavo Noleto, que deixou o posto para disputar a eleição de deputado por Goiás.

Já a Subchefia de Assuntos Parlamentares passará a ser comandada por Jean Uema.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 3 de abril de 2014 Governo | 18:15

Olavo Noleto é segunda baixa nas Relações Institucionais

Compartilhe: Twitter
Olavo Noleto (Foto: Divulgação)

Olavo Noleto (Foto: Divulgação)

Após a confirmação da saída do secretário-executivo Claudinei Nascimento, que será substituído por Luiz Azevedo, a Secretaria de Relações Institucionais do governo federal registrou mais uma baixa.

Olavo Noleto, que integrava a equipe havia 11 anos, deixou a Subchefia de Assuntos Federativos.  Militante histórico do PT, ele deixou o posto para disputar a eleição para deputado federal por Goiás.

Noleto é citado como colega de militância do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha e tido como um dos padrinhos da ida do atual pré-candidato ao governo paulista para a administração federal.

 

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 25 de abril de 2012 Congresso | 18:33

Planalto manda representante discutir emendas no Congresso

Compartilhe: Twitter

Enquanto o governo negocia a aprovação do Código Florestal na Câmara, o subsecretário de Relações Institucionais da presidência da República, Claudinei do Nascimento, está se reunindo com as bancadas.

Ontem ele esteve com o PSD e hoje com o PR. Em pauta, a abertura do cofre para executar emendas parlamentares.

O governo está jogando pesado para garantir votos para aprovar o Código Florestal nos moldes como saiu do Senado.

Autor: Tags: , ,