Publicidade

Posts com a Tag Vicentinho

terça-feira, 4 de novembro de 2014 Congresso | 06:00

André Vargas bate à porta do PT, mas não consegue ser recebido

Compartilhe: Twitter
Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

Deputado federal André Vargas, atualmente sem partido. (Foto: Agência Brasil)

André Vargas (sem partido-PR) apareceu ontem na sede nacional do PT. O deputado, convidado a se retirar da legenda quando seu nome apareceu nas investigações da Operação Lava-Jato da Polícia Federal, até tentou ser recebido. Mas ficou a ver navios.

Sem adiantar o assunto, ele contou que queria conversar com os colegas José Guimarães (SP) e Vicentinho (SP). Mas os dois avisaram que não ia dar. “Eu expliquei a ele que não tinha como falar naquela hora. Mas não sei qual era o assunto”, despistou Guimarães.

*Colaborou Luciana Lima, iG Brasília

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 15 de julho de 2014 Congresso | 07:30

Governo terá de convencer própria base sobre decreto da participação social

Compartilhe: Twitter
Deputado Vicentinho (SP), líder do PT na Câmara. (foto: divulgação)

Deputado Vicentinho (SP), líder do PT na Câmara. (foto: divulgação)

Para evitar a revogação do decreto que instituiu a Política Nacional de Participação Social, o governo terá de convencer a própria base na Câmara dos Deputados a votar contra a iniciativa dos deputados Mendonça Filho (DEM-PE) e Ronaldo Caiado (DEM-GO).

Leia também: Governo tenta ampliar base de apoio à Política de Participação Social

“Primeiro era a Petrobras, depois a Copa do Mundo e agora a oposição, desmoralizada com o sucesso do da Copa, inventou de atirar contra esse decreto. O que eu não entendo é que, além da oposição, parte da base também entrou nessa”, diz o líder do PT na Câmara, Vicentinho (PT-SP).

Nesta manhã, o tema será pauta da reunião entre os deputados da base. Durante a discussão, o governo tentará de todas as formas convencer os aliados de que, juridicamente, o projeto não fere as prerrogativas parlamentares.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 23 de junho de 2014 Congresso | 13:59

Autos de resistência e lei das domésticas podem ficar para 2015

Compartilhe: Twitter

Após a aprovação e sanção das cotas raciais no serviço público, nem mesmo os deputados governistas vislumbram a possibilidade de votação de outros projetos considerados estratégicos para movimentos sociais, como a proposta que acaba com os autos de resistência e a regulamentação da Lei das Domésticas.

Os mais otimistas ainda cogitam a votação após as eleições, mas já se fala até mesmo em só tirar esses assuntos da gaveta no ano que vem. “São temas delicados que exigem um consenso. Estamos trabalhando para isso, mas a votação depende desse consenso”, afirmou o líder do PT na Câmara, Vicentinho (PT-SP).

Leia mais: ‘Não é tão fácil assim combater o racismo’, afirma ministra da Igualdade Racial

 

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 17 de junho de 2014 Congresso | 07:30

PT não informa Câmara sobre desfiliação de Vargas e líder desconversa

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Vicentinho (PT-SP), líder do PT na Câmara. (Foto: Divulgação/ Salu Parente)

Deputado federal Vicentinho (PT-SP), líder do PT na Câmara. (Foto: Divulgação/ Salu Parente)

Apesar de André Vargas ter se desfiliado do PT em abril, até o momento nem ele, nem o partido, informaram formalmente sua desfiliação à Câmara dos Deputados.

Na prática, Vargas continua se sentando junto à bancada petista – e votando com o líder.

O líder do PT na Câmara, Vicentinho (PT-SP), desconversa sobre a permanência do deputado no mandato petista.

De acordo com Vicentinho, é possível – mas não garantido – que o assunto seja debatido na reunião da Executiva Nacional do partido, que se reúne nesta sexta-feira, em Brasília, às vésperas da convenção partidária.

O partido já entrou na justiça para pedir de volta o mandato de Vargas, por desfiliação partidária. No entanto, para o alto comando do partido, dificilmente o processo será concluído a tempo de reaver o mandato.

Nesta quarta-feira, serão ouvidas as primeiras testemunhas do Caso Vargas, no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 22 de maio de 2014 Congresso | 13:08

PT confirma indicação de Marco Maia para relatar CPMI da Petrobras

Compartilhe: Twitter

O líder do PT na Câmara, Vicentinho, confirmou no início da tarde desta quinta-feira a indicação dos deputados Marco Maia (PT-RS) e Sibá Machado (AC) para integrar a CPMI da Petrobras. Maia, como adiantou ontem o Poder Online, será o indicado do partido para assumir a relatoria da comissão.

Ainda segundo o líder, os dois suplentes nas vagas da legenda na CPMI serão Afonso Florense (BA) e Iriny Lopes (ES)

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 29 de abril de 2014 Congresso | 20:00

Sindicalistas articulam criação de comissão parlamentar para assédio moral

Compartilhe: Twitter

Com a ajuda dos deputados Vicentinho (PT-SP) e Erika Kokay (PT-DF), representantes das centrais sindicais -CUT, CGTB, CTB, Força sindical e Nova Central e UGT- iniciaram hoje articulação para criação de uma comissão parlamentar para agilizar a tramitação dos projetos de lei já existentes que tratam de assédio moral e doenças geradas no ambiente de trabalho.

De acordo com os sindicalistas, existem pelo menos seis projetos em tramitação no Congresso. A intenção é que a comissão construa um único projeto de lei sobre o tema. O Ministério Público do Trabalho vai acompanhar as discussões.

Leia também: Armando Monteiro ganha apoio de centrais sindicais em Pernambuco

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 16 de abril de 2014 Congresso | 20:00

‘Por que não uma vice-presidente?’, questionou líder do PT na Câmara

Compartilhe: Twitter
Deputado federal Vicentinho (PT-SP), líder do PT na Câmara. (Foto: Divulgação/ Salu Parente)

Deputado federal Vicentinho (PT-SP), líder do PT na Câmara. (Foto: Divulgação/ Salu Parente)

Ao ser questionado sobre a escolha do próximo vice-presidente da Câmara, que substituirá o deputado federal André Vargas (PT-PR), o deputado federal Vicentinho (PT-SP) retrucou: “Por que não uma vice-presidente? Temos 50% de chances de ser uma mulher!”

Leia também: Um ‘cutelo afiado’ para Júlio Delgado

Frente aos nomes algumas deputadas petistas, o líder do PT na Câmara desconversou. “A escolha vai depender do perfil da pessoa. Tem que ser alguém que não tenha nenhum risco”, afirmou.

O líder do PT na Câmara também disse que vai esperar mais um pouco até ligar para André Vargas, para conversar sobre a renúncia. “Vou ligar sim, mas ainda não é o momento.”

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 15 de abril de 2014 Eleições | 13:30

Cotado para o posto de Vargas, Guimarães diz que prioridade é a disputa pelo Senado

Compartilhe: Twitter

O líder do PT na Câmara, deputado Vicentinho (SP), inicia hoje as discussões para a escolha do substituto do deputado licenciado André Vargas (PT-PR) na vice-presidência da Câmara. Um dos nomes cotados já abriu mão do posto.

O deputado José Guimarães (PT-CE), ex-líder da bancada, afirmou que sua prioridade é a candidatura ao Senado na chapa que será formada pelo Pros, com o apoio do PT. A vice-presidência da Casa prejudicaria as viagens -chamadas de caravana petista- pelo Ceará, que terão início ainda neste mês.

O vice-líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (RS), e o ex-presidente da Casa Marco Maia (RS), além do deputado Paulo Teixeira (SP), são citados pelo petistas para o posto de Vargas.

Leia também: Guimarães se reúne com presidente do PT para discutir candidatura ao Senado

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 2 de abril de 2014 Congresso | 08:00

Henrique Alves promete votar projeto que endurece investigação sobre violência policial

Compartilhe: Twitter

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), garantiu que um dos primeiros pontos de pauta no Plenário da Câmara, na semana que vem, será o projeto que determina a investigação imediata de todas as mortes resultantes de operações policiais.

O compromisso foi acordado em reunião com o rapper GOG, o líder do PT na Casa, Vicentinho (PT-SP), e representantes do Ministério da Justiça e das secretarias de Políticas para Mulheres e da Promoção da Igualdade Racial.

Leia mais: Anistia Internacional critica polícia e diz que Brasil vive déficit de justiça

O PL 4471/2012, do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), tem o objetivo de acabar com o uso indiscriminado da justificativa de “resistência seguida de morte”, os chamados autos de resistência.

“Ele nos permite dizer quem são os bons policiais – a maioria esmagadora da categoria – e quem são aqueles que mancham o caráter da instituição, com abuso da força”, afirmou o secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Marivaldo Pereira.

Assista ao depoimento do rapper GOG:

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

domingo, 23 de março de 2014 Congresso | 07:00

‘Nem precisa de articulação para evitar’, diz Vicentinho sobre CPI da Petrobras

Compartilhe: Twitter
Vicentinho (foto: divulgação)

Vicentinho (foto: divulgação)

Às vésperas de uma semana decisiva para o Congresso Nacional, o deputado federal Vicentinho (SP), líder do PT na Câmara, adota um discurso para lá de otimista.

Sobre a tentativa de instalar com urgência uma CPI para investigar as recentes denúncias contra a Petrobras, incluindo a compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, o líder petista é ousado em dizer que que “nem precisa de articulação para evitar”. “É uma tentativa eleitoreira, de desgaste. Até o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso já se posicionou contra a instalação de uma CPI, nesse momento”, diz.

A confiança do discurso de Vicentinho se estende também para a votação do Marco Civil da Internet. O petista acredita no esvaziamento do chamado Blocão e na solução da crise entre governo e base aliada. “Diria que 80% já está com a gente”, afirma ele.

Poder Online – Qual a estratégia do PT na Câmara para enfrentar a CPI da Petrobras?
Vicentinho –
Só o que existe é uma tentativa – que eu considero vã – de instalar essa CPI. Mas existe uma fila grande de CPIs para serem instaladas antes e eles não vão conseguir passar na frente. Esse pedido de urgência não tem o menor cabimento. Nem precisa de articulação para evitar. Essa história da Petrobras é um caso de oito anos atrás, que já está muito bem resolvido. É uma tentativa eleitoreira, de desgaste. Até o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso já se posicionou contra a instalação de uma CPI nesse momento. E a base também, eles já estão quase todos conosco.

A base está voltando? É o fim do blocão, então?
É a volta de quem nunca deveria ter saído, na verdade. Eu não posso te dizer quem, mas eu diria que 80% já está com a gente.

Mas essa crise ainda vai ter impacto nas eleições de 2014? A oposição vai conseguir se aproveitar disso?
Olha, eu espero que não. No Parlamento, a gente já sente que tem cada vez mais uma proximidade, prova disso é a votação do Marco Civil da Internet, na semana que vem, que já demonstra que a maioria está junta.

Como vai ser a votação de terça-feira? Tem algum artigo específico que teve de ser negociado?
A votação deve ser quase por unanimidade. Tem uma ou outra questão que ainda podem ser discutidas, como os datacenters, por exemplo. Mas da neutralidade a gente não abre mão. Existe um entendimento da importância histórica para o planeta, desse projeto, inclusive por deputados da oposição.

E com relação à Medida Provisória 627, sobre a tributação de multinacionais brasileiras no exterior, já existe algum consenso?
Ainda não. Na segunda-feira, haverá uma reunião com os técnicos das bancadas dos partidos e do Ministério da Fazenda para cristalizar bem as divergências e o entendimento do que é prioritário. A partir disso, devemos ter a votação na Comissão Especial, para depois ir ao Plenário.

A reunião da bancada do PT com o ex-presidente Lula, marcada para esta semana, pode ajudar a resolver a crise com a base aliada de uma vez por todas?
A conversa não vai mais ser nesta semana, porque o Lula terá de viajar e está muito cansado, mas pode ser na segunda-feira que vem. Será uma reunião com ele, o [Aloizio] Mercadante e o Rui Falcão. Eles acompanham melhor a conjuntura nacional e com certeza contribuirão para os posicionamentos da bancada, na Câmara. Inclusive sobre assuntos como Petrobras e as eleições de 2014, que fazem parte dessa conjuntura.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última